Instalar o LDraw

Quando a informática e o LEGO se unem!
Avatar do Utilizador
AVCampos
Sócio
Sócio
Mensagens: 12971
Registado: 27 fev 2007, 19:26
Localização: Barreiro
Contacto:

Instalar o LDraw

Mensagem por AVCampos » 18 ago 2007, 01:02

O sistema LDraw baseia-se no trabalho de inúmeras pessoas, portanto, como qualquer modelo em LEGO, é composto por várias peças. Só que, neste caso, ser composto por peças é uma desvantagem: é mais complicado instalar tudo bem!

Os componentes do LDraw que deve instalar dependem do que quer fazer com ele. Há três tipos básicos de utilização, por ordem crescente de complexidade: só visualização de modelos já feitos, criação de modelos, e criação e renderização de modelos. De qualquer maneira, todos os perfis de utilização partem do mesmo ponto, e é mesmo por aí que vou começar. Parto do princípio que está a usar Windows; infelizmente não sei o procedimento para os outros sistemas operativos.

Embora o LDraw seja constituído por muitos programas, eles estão aglomerados num único instalador que simplifica ligeiramente a vida. Se ainda não o descarregou, faça-o nesta página. Clique no link “LDraw Tools Installer”.
[align=center]Imagem[/align]

Desça um pouco na página, e clique no link do 1º passo. Quando este tutorial foi escrito, o ficheiro era “ldraw_setup_2006q3_full_j.exe”.
[align=center]Imagem[/align]

Escreva na caixa as letras que aparecem na imagem, clique em “Submit”, e descarregue o ficheiro. Como mostra a figura, são mais de 48 MB, por isso pode ir tomar um cafezinho enquanto os bytes vão cantarolando em direcção ao seu computador.
[align=center]Imagem[/align]

Quando o instalador estiver descarregado, é altura de o executar! No meu caso, descarreguei-o para o desktop (a imagem de fundo é uma das coisas que se pode fazer com o LDraw).
[align=center]Imagem[/align]

O instalador começa com uma janela de boas-vindas. Carregue em “Next”.
[align=center]Imagem[/align]

Em seguida, vem o blah blah que todos os instaladores têm. Marque a opção que diz que aceita os termos, e prima “Next”.
[align=center]Imagem[/align]

A seguir, vem a janela que permite escolher o tipo de instalação. Pessoalmente, recomendo a opção “Advanced”, que permite escolher quais os componentes que são instalados.
[align=center]Imagem[/align]

Agora é que a 6675cx1 torce o rabo... o que escolher desta chanfanada de opções? Reparou que, lá atrás, alguns dos perfis de utilização do LDraw estavam escritos com texto de cores diferentes? Foi para distinguir o que acontece a seguir, pois alguns passos só se aplicam a alguns perfis de utilização.
O que se aplica a todos (incluindo criar instruções simples) está na cor-padrão. Se também quer criar modelos, deve seguir também os passos a verde. Se também os quer renderizar (incluindo criar instruções mais “profissionais”), deve seguir todos (padrão, verde e azul).
As figuras seguintes mostram o conjunto de opções para quem quer renderizar. Se não pretende isto, siga apenas os passos que lhe interessam.
[align=center]Imagem[/align] [align=center]Imagem[/align] [align=center]Imagem[/align]

Clicando em cada um dos itens da janela, pode ver uma descrição do que cada um faz. Aqui só vou enunciar o que recomendo instalar para cada perfil:
  • MLCad
  • LDView
  • LSynth
  • L3P
  • L3PAO
  • POV-Ray & MegaPOV
  • LGEO Parts Library
  • Lpub (mas esta é uma versão antiga: é melhor instalar à parte, daqui!)
Após escolher os componentes e clicar em “Next”, aparece uma janela onde pode escolher onde quer instalar o sistema (cada componente é instalado numa sub-pasta). Como gosto de manter os programas organizados por categorias, escolhi neste caso colocá-lo dentro da pasta “Graphics”, onde tenho outros programas gráficos. Repare que, embora o ficheiro que descarregou não chegue aos 50 MB, o sistema completo, quando instalado, ocupa muito mais!
Lembre-se também da pasta que escolheu: irá necessitar dela mais tarde.
[align=center]Imagem[/align]

A seguir, pode escolher onde quer os atalhos que serão colocados no menu “Iniciar”. No meu caso, escolhi também colocá-los dentro do grupo de programas gráficos. Será aqui criado um grupo “LDraw”, e dentro dele os atalhos para (quase) todos os programas que usará. Mais à frente, verá como ficou.
[align=center]Imagem[/align]

A seguir, pode escolher que programas ficarão disponíveis directamente a partir do ambiente de trabalho. Como não gosto de ter lá muita coisa, desseleccionei tudo. Mas, mais uma vez, no seu caso fica a seu gosto.
[align=center]Imagem[/align]

Clicando ainda mais outra vez em “Next”, surge a janela final antes da instalação propriamente dita. Verifique que está tudo como quer, e zumba!
[align=center]Imagem[/align]

Os ficheiros vão sendo instalados. Como cada peça individual, e cada sub-peça que a constitui, é um ficheiro, este processo demora um bocado.
[align=center]Imagem[/align]

Após a cópia dos ficheiros do LDraw, vem o POV-Ray. Este é um programa à parte, com desinstalador próprio. Pode ler sobre o procedimento na janela, e clicar em “Next”, para instalá-lo.
[align=center]Imagem[/align]

Aqui já é o POV-Ray quem está a assumir o controlo das operações. Acho que não preciso de dizer para clicar em OK... oops, já disse! E agora?
[align=center]Imagem[/align]

Aparece uma janela com mais um blah blah de termos e condições. Quando a fechar pode prosseguir.
[align=center]Imagem[/align]

A seguir, pode escolher onde instala o programa. No meu caso, pu-lo na mesma pasta que o LDraw.
[align=center]Imagem[/align]

Recomendo vivamente que crie cópias de segurança dos ficheiros que forem substituídos durante a operação. Clique “Yes”.
[align=center]Imagem[/align]

Se clicou “Yes” pode agora escolher onde guarda as cópias. A opção por omissão serve bem.
[align=center]Imagem[/align]

Tal como para o LDraw, também pode escolher onde ficarão os atalhos do POV.
[align=center]Imagem[/align]

E, mais uma vez, a opção de colocar o ícone no ambiente de trabalho.
[align=center]Imagem[/align]

Agora, o instalador pergunta o que quer que o POV faça quando faz duplo-clique num ficheiro: se o abre para editar, ou se faz directamente o render. Como infelizmente vai ter de escarafunchar nos ficheiros do POV, é melhor escolher “Yes”.
[align=center]Imagem[/align]

A seguir, quer que o POV crie as imagens todas numa pasta específica, ou no mesmo sítio que os ficheiros originais? Pessoalmente, prefiro a última opção, por isso cliquei “No”.
[align=center]Imagem[/align]

Mais uma janela para dizer que sim.
[align=center]Imagem[/align]

Só para ver se ficou tudo a funcionar, pode carregar em OK.
[align=center]Imagem[/align]

Se tudo tiver corrido bem, o POV correrá, mostrará uma cena com cones e outras formas, e dará esta janela.
[align=center]Imagem[/align]

Depois é instalado o MegaPOV, que acrescenta linhas de separação entre peças nos renders.
[align=center]Imagem[/align]

Mais uma espera, mais um cafezinho!
[align=center]Imagem[/align]

Uff, finalmente o instalador acabou! Mas não a instalação...
Como disse anteriormente, não gosto muito de ter ícones a mais no ambiente de trabalho, por isso tenho de tirar o que o MegaPOV criou.

[align=center]Imagem[/align]

O POV-Ray também criou um ícone fora do sítio. Já agora, porque não movê-lo para junto dos outros programas do LDraw? Basta pôr o cursor do rato com cima dele, e arrastá-lo para dentro do menu que quiser.
[align=center]Imagem[/align]

Por qualquer motivo (provavelmente um bug do instalador), o LSynth não tem direito a ícone no menu Iniciar. Este é um programa que devia estar acessível, por isso vamos fazê-lo ter um.
Faça clique-direito sobre o menu “LDraw" e escolha “Abrir ‘All Users’”.

[align=center]Imagem[/align]

Isto abre o menu como uma pasta do Explorer. Repare que, dum passo anterior, já cá está o atalho para o POV. Faça agora clique-direito numa área vazia e escolha “Novo”, e “Atalho”.
[align=center]Imagem[/align]

Agora carregue em “Procurar...” para encontrar o LSynth.
[align=center]Imagem[/align]

Lembra-se onde instalou o LDraw? Esta é uma das alturas em que isso é necessário.
Navegue até à pasta onde o instalou, e, dentro dela, abra “Apps\LSynth”. Clique no ficheiro “Lsynth.exe” e prima “OK”.

[align=center]Imagem[/align]

Com o ficheiro agora encontrado, prima “Seguinte”. Mas antes pode querer seleccionar a localização do item (no meu caso, “C:\Programas\Graphics\LDraw\Apps\LSynth\Lsynth.exe”), e mandar copiá-la, premindo CTRL+C. Ela vai ser precisa depois.
[align=center]Imagem[/align]

Agora pode escolher um nome para o atalho. Fica bonito ser o nome do programa. Pode agora clicar em “Concluir” e fechar a janela dos ícones.
[align=center]Imagem[/align]

Este não é o único sítio onde terá de integrar manualmente o LSynth com o resto do sistema LDraw. O MLCad ainda precisa de saber que o LSynth está disponível.
Abra o Bloco de Notas (eu substituí-o por outro programa parecido, o Notepad2, mas o efeito é o mesmo), e abra nele o ficheiro “MLCad.ini”. Tal como os outros programas do LDraw, está dentro da pasta “Apps” dentro daquela onde instalou o LDraw.

[align=center]Imagem[/align]

Vá mesmo até ao fim do ficheiro, e apague o conteúdo entre aspas da linha “%PATH”.
[align=center]Imagem[/align]

Cole aqui o que tinha copiado há bocado quando criou o atalho para o LSynth, e apague o que ficou depois do último “\”, de modo a ficar mais ou menos assim (dependendo da pasta para onde fez a instalação). Pode então gravar e fechar o ficheiro.
[align=center]Imagem[/align]

Avatar do Utilizador
AVCampos
Sócio
Sócio
Mensagens: 12971
Registado: 27 fev 2007, 19:26
Localização: Barreiro
Contacto:

Instalar o LDraw (parte 2)

Mensagem por AVCampos » 18 ago 2007, 01:02

Ainda não desistiu? Parabéns! Como recompensa, finalmente já pode iniciar o MLCad! Mas acha que já pode começar a brincar com bricks virtuais? Ele não tem a mesma opinião...
[align=center]Imagem[/align]

No núcleo do sistema LDraw está a biblioteca de peças, que são usadas para construir tudo o que é LEGO virtual. Todos os programas deste sistema precisam desta biblioteca, e é por isso que, quando escolheu que componentes queria instalar, nem lhe foi perguntado se a queria.
Da primeira vez que corre o MLCad, ele não sabe onde está esta biblioteca, e pergunta-lhe isso. Carregue em “Browse...” e explique-lhe.
[align=center]Imagem[/align]

Como foi você quem a instalou, é natural que saiba: é a pasta principal do LDraw. Ao escolher a pasta certa, a linha “Status” na janela muda para “OK!”
[align=center]Imagem[/align]

Agora ele vai perguntar-lhe se quer registar os tipos de ficheiro. Recomendo que escolha “Yes”: assim, quando fizer duplo-clique num ficheiro LDR ou MPD, este abrirá automaticamente no MLCad.
[align=center]Imagem[/align]

Aleluia, temos o ecrã principal do MLCad!
As janelas “Front”, “Left”, “Top” e “3D” mostram as várias vistas do modelo que está a criar ou visualizar. Um bocado pequenas, não? A culpa é daquele pancadorro de barras de ferramentas, cada uma desperdiçando uma linha inteira do ecrã. É preciso fazer alguma coisa quanto a isto.
[align=center]Imagem[/align]

As barras podem ser directamente arrastadas com o rato. Podem ser engatadas umas às outras pelas pontas como carruagens, e podem ser postas na vertical. Uma possibilidade para poupar espaço é esta. Com uma resolução de ecrã maior (para não ficarem muito grandes, estes exemplos restringem-se a 800x600) deve dar para reaproveitar uma linha extra.
Adiantando já um pormenor: o MLCad está neste momento no modo de edição. No modo de visualização, várias das barras de ferramentas deixam de funcionar e podem ser apagadas. Recomendo que as três barras que estão na linha do topo nesta figura fiquem também assim na configuração que escolher, pois estas estão sempre funcionais em ambos os modos; assim não tem de andar à caça dos botões em sítios diferentes, conforme o modo em que esteja. Enfim, é complicado de explicar, mas confie em mim: dá jeito.
[align=center]Imagem[/align]

Falta ainda o passo talvez mais crucial de todos: a construção da lista das peças. Sem isto, nenhum programa do LDraw funciona correctamente. A lista é como que um índice das peças instaladas, e o MLCad pode verificar as peças existentes e construí-la.
Este passo é necessário cada vez que se acrescentam peças à biblioteca, e desencadeia-se pelo menu “File”, “Scan Parts”.
[align=center]Imagem[/align]

Após um momento, ele comunica que encontrou peças novas (mesmo que não tenham sido instaladas nenhumas), e pergunta se quer criar um índice novo. É claro que deve deixá-lo fazer isso.
[align=center]Imagem[/align]

A última configuração (uff, até que enfim!) é mais “estética”, por assim dizer. De tudo isto que temos feito, esta configuração é a única que envolve mesmo o menu de configuração do MLCad:
[align=center]Imagem[/align]

Na tab “General”, pode querer mudar o nome de autor por omissão. É este o nome que aparece quando cria um modelo novo.
A opção “Activate edit mode on load” depende do costuma fazer com mais frequência. Com ela ligada, ao abrir um ficheiro fica em modo de edição, em que pode, como o próprio nome indica, editá-lo. Com ela desligada, vai para modo de visualização quando abre o ficheiro. Assim pode ver os passos de construção do modelo.
[align=center]Imagem[/align]

Como deve ter reparado, as peças da “paleta” do ecrã principal são pretas. Muitos padrões e desenhos são também pretos, o que pode torná-los indistinguíveis do resto da peça. Isso pode ser mudado na tab “Rendering”. Clique na caixa “Color” de “Preview Options” e escolha uma cor que não seja muito usada em padrões das peças. Eu costumava ter roxo, mas isso implodia-me as retinas, portanto mudei para cinzento claro.
[align=center]Imagem[/align]

Outra configuração, útil para quando tem alguma peça rodada num ângulo esquisito e quer que a seguinte saia certinha, está na tab “Document”. Aqui pode escolher as propriedades de cada peça nova que acrescentar. Estas configurações dependem do gosto de cada um, mas recomendo fortemente ter “Default” em “Orientation of new object”.
[align=center]Imagem[/align]

E pronto, depois disto já deve ter o LDraw instalado e a funcionar! É mais fácil feito do que explicado. Já poderá ver ficheiros, mexer um pouco neles, criar alguma coisa! Não se acanhe em experimentar, mas, pelo sim pelo não, guarde o seu trabalho antes de tentar algo mais arrojado. A função “Undo” do MLCad não funciona!
Mas... não faltará alguma coisa? Para quem quer apenas visualizar modelos, não recomendei instalar só o MLCad! Também sugeri o LDView, e porquê? Porque, embora só mostre o modelo final e não os passos de construção, é muito mais rápido e bonito!
[align=center]Imagem[/align]
Sim, eu sei que essa coisa que eufemisticamente pode ser rotulada de “locomotiva” não é assim tão bonita, mas foi o que o meu “talento” para comboios conseguiu fazer, e deve servir para o artigo seguinte: “Modelar em LDraw”.

Entretanto... Comentários? Sugestões? Dúvidas? Críticas? :)

Avatar do Utilizador
Hyphos
Administrator
Administrator
Mensagens: 4146
Registado: 26 jul 2006, 20:00
Localização: ALMADA
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Hyphos » 18 ago 2007, 01:56

Excelente,  devia ser colocado no Site, na parte dos Artigos.

Melhor, já está  ;D 

http://www.plug.pt/verartigo.php?&id=37
Última edição por Hyphos em 18 ago 2007, 02:07, editado 1 vez no total.
Paulo "Jones" Brown

Avatar do Utilizador
Conchas
Direcção
Direcção
Mensagens: 15148
Registado: 26 jan 2007, 15:20
Localização: Feijó (Almada)
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Conchas » 18 ago 2007, 08:28

Excelente!
Só quem tentou, sabe a trabalheira que dá fazer uma coisa deste género... ::)

Agora é só prosseguir com umas instruçõezinhas de como:
- utilizar componentes fléxiveis
- fazer renders com peças de alta resolução
- costumizar iluminação, fundos
- etc...

Keep the good work! ;D
Última edição por Conchas em 18 ago 2007, 09:02, editado 1 vez no total.
FCorreia
We are working to build a better :plug:
LEGO Fan, a lifelong experience - Play Well (Leg Godt)

Sanjoanense Imagem 2019    3-5.Mai

Avatar do Utilizador
Roger_the_gogogo
Hero Member
Hero Member
Mensagens: 3314
Registado: 13 set 2006, 21:17
Localização: Esposende
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Roger_the_gogogo » 18 ago 2007, 10:06

O que é que eu posso dizer! Espectáculo, muito infomativo e explicativo para esclarecer montanhas de dúvidas cá no fórum! Parabéns pelo excelente tópico.
- Sócio nº33 -
Rogério Ribeiro

"Drawing is just painting with your pencil, painting is just drawing with your paint brush"
   
BrickTownTalk   Co-blogger   http://bricktowntalk.blogspot.com/

Avatar do Utilizador
BionicDroid
Hero Member
Hero Member
Mensagens: 2087
Registado: 20 jun 2006, 04:39
Localização: Porto

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por BionicDroid » 18 ago 2007, 14:04

Excelente, com isto tiraste muitas dores de cabeça a muita gente inclusivie a mim, pois nunca configurei o LSinth,  obrigado.
Carlos Ribeiro

Nuno Lino
Direcção
Direcção
Mensagens: 2147
Registado: 26 jul 2006, 20:31
Localização: Évora

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Nuno Lino » 18 ago 2007, 14:22

Grande Trabalho, muitos parabéns.

Muito util a informação produzida.

Nuno Lino
Sócio Fundador n.º 5 da PLUG
Imagem

Avatar do Utilizador
AVCampos
Sócio
Sócio
Mensagens: 12971
Registado: 27 fev 2007, 19:26
Localização: Barreiro
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por AVCampos » 18 ago 2007, 19:48

Obrigados! :) Já andava há algum tempo a pensar em fazer uma coisa destas, tal como tenho vindo a dizer a vários de vós...
E é claro que faltam mais artigos: modelação (construir usando as peças), síntese de peças flexíveis (cabos, elásticos, lagartas), renderização, construção de instruções (com esta é que ainda não me amanhei, possivelmente por culpa do LPub parecer ter alguns bugs)... mas não faço ideia para quando, visto que, com a data-limite do meu trabalho final de curso a aproximar-se, o tempo aperta. :-X

ruialmeida
Sócio
Sócio
Mensagens: 4464
Registado: 20 fev 2007, 22:29
Localização: São Marcos (Cacem-Sintra)
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por ruialmeida » 18 ago 2007, 23:05

:D
mto bom trabalho. :D

Avatar do Utilizador
AVCampos
Sócio
Sócio
Mensagens: 12971
Registado: 27 fev 2007, 19:26
Localização: Barreiro
Contacto:

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por AVCampos » 19 ago 2007, 23:13

Ahm... só uma picuinhice acerca da versão do artigo que está na respectiva secção... o nome do sistema é "LDraw", com um D maiúsculo, e não "Ldraw". :-[

Avatar do Utilizador
Jorge Reis
Sócio
Sócio
Mensagens: 5352
Registado: 26 jul 2006, 22:54
Localização: Braga

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Jorge Reis » 21 ago 2007, 23:38

Muito BOM!

Parabéns está aqui um trabalho muito bom, vai ajudar certamente muita gente, a mim já ajudou um bocado.

Obrigado

Jorge Reis
Imagem

Avatar do Utilizador
REDSKIN
Sr. Member
Sr. Member
Mensagens: 349
Registado: 03 mar 2007, 09:03
Localização: Amadora

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por REDSKIN » 25 ago 2007, 13:35

:o..................  Otimo trabalho, suponho que não tava a dar nada de jeito na tv para teres tido tanto trabalho :D
Serio ta muito bom o tutorial e o trabalhao que deves ter tido com as imagens bem... serio ;)

Keep the good work ;)

Bye bye ;)
Imagem
Imagem

Alex
Sócio
Sócio
Mensagens: 1972
Registado: 26 jul 2006, 18:05
Localização: Marrazes-Leiria

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Alex » 30 ago 2007, 01:57

Muito bom, parabéns... deve ter dado uma trabalheira... era melhor fazer disto um sticky ou algo do género  :)
Imagem Imagem

Avatar do Utilizador
Farrusco
Sócio
Sócio
Mensagens: 1441
Registado: 12 set 2006, 01:08
Localização: Amadora

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por Farrusco » 05 set 2007, 00:06

Muito bom! Mais um artigo a destacar na PLUG. Espero vê-lo em breve na nova página web...

Parabéns. Vou em breve instalar novamente o LDraw. Tirei-o há uns meses por problemas na máquina mas, já tenho saudades...

Farrusco
PLUG & Brickish proud member!

FireWall
Jr. Member
Jr. Member
Mensagens: 59
Registado: 07 fev 2007, 15:57

Re: Instalar o LDraw

Mensagem por FireWall » 28 nov 2007, 01:57

wazaaaaaaaaaaaaaaaaaa a todos

isto é tao á draw app's...agora já não, mas a instalação das primeiras versões do 3D Studio Max tb era assim do genero

mm brutal brutal este artigo;)

cumps a tds

Gustavo

Responder