LEGO pitónico e tecnológico presente na Oeiras BRInCKa 2022

Para os mais especializados em mecânica e electrónica em LEGO.
Responder
Avatar do Utilizador
CyberX
Sócio
Sócio
Mensagens: 4256
Registado: 10 mar 2014, 20:09
Localização: Mira Sintra
Contacto:

LEGO pitónico e tecnológico presente na Oeiras BRInCKa 2022

Mensagem por CyberX »

Para lá da banda The Mindy Python's Confined Circus e do gaiteiro Tuxie McPython merecedores de posts distintos, levei ainda a Oeiras mais umas coisinhas:

Três participações minhas em desafios Remix da Comunidde Robotmak3rs para cruzar cruzar um set programável (MINDSTORMS/Powered Up) com outro set:

- Cong4 que cruza o Technic Concrete Truck com o EV3:
- Pocki3, O Pinguim Imperial que cruza um BOOST Star Wars com um capacete de piloto do império
- Glid3r que cruza um catamaran Technic com o EV3

A funciona como um metrónomo de um ou dois tons com ritmos pré-definidos podendo ser acrescentados ritmos adionais. Também pode funcionar como um instrumento MIDI respondendo a comandos MIDI por USB ou por Wi-Fi (multicast MIDI). Em Oeiras esteve os 4 dias ligada em contínuo em modo metrónomo sendo accionada/pausada pelo bater de palmas ou por um ruído mais potente vindo do Grand Piano ou da Banda



Imagem

Imagem

O Pockie usa o sensor de cor no peito para reconhecer determinados objectos e exectuar algumas ações como dançar ou rejeitar. Em Oeiras estive desligado, a capa que lhe faz as costas é muito, muito instável e sofreu um abalroamento do lutador de sumo do Alexandre Campos e já não tive paciência para voltar a montar.



Imagem
Imagem
Imagem

O Glid3r é um misto de catamaran e asa delta e trike, baseado numa foto que encontrei algures na net na altura e deveria fazer um slalom entre boias coloridas mas nunca concretizei essa parte da programação pelo que pouco mais é que um modelo telecomandado:



Imagem
Imagem

Além disso:

O Charlie do set 51515 MINDSTORMS Robot Inventor que apresentei neste fórum a tocar bateria e tem uma explicação ligeiramente mais detalhada no meu blog



Imagem

no evento esteve montado na configuração original (com uma pseudo-bateria em LEGO) mas nunca foi ligado. Isto consome bateria que é uma coisa doida e já havia um 51515 a resolver o cubo mágico com muito mais sucesso.


O Tracked Racer Line Follower apresentado anteriormente neste fórum e podendo ser visto neste video:



no evento esteve sempre desligado já que não houve tempo nem cabeça para montar a pista para o line follower

O Mini delta do Will Heredia Garcia, outro membro da Robotmak3rs




no evento não o usei... como disse noutro sítio, não tenho recursos suficientes no portátil para poder demonstrar a quantidade coisas Bluetooth / Pybricks que levo... obrigadinho à LEGO por tornar a coisa tão complexa, com Wi-Fi podia comandar 500 MINDSTORMS EV3 e provavelmente ainda sobraria CPU.

Gostei muito deste Mini Delta por ser tão pequeno e poder ser usado com o Control+ em vez dos hubs do SPIKE/Robot Inventor... a minha ideia seria usá-lo com a placa da Raspberry Pi Foundation mas... não houve tempo.

Imagem

Imagem

Depois disso aventurei-me a fazer o meu próprio manipulador usando apenas peças do set 51515 e saiu o

4-DOF (4 graus de liberdade, um termo saudoso das minhas aulas de controlo e robótica)



Imagem

O Saco de Pancada que fiz apenas para fazer companhia ao CUB3 do @AVCampos na arena de sumo

Imagem

acabou o ultimo dia a cumprir o objectivo com grande sucesso: colocávamo-lo à beira da arena e o CUB3 ao dar com ele atirava-o para fora. Tentativas de combate mais reais deram em desgraça, as rodas de ambos patinavam e a unica vez que o Saco de Pancada ganhou foi porque o CUB3 se atirou lançado para fora da arena.

O ukelele

Este pequenote resultou dos primeiros ensaios de acústica com caixas LEGO BYGGLEK de onde acabou por sair o Baixo-de-uma-corda-só mas acabei por aproveitar este ensaio para um ukele já que consegui produzir 4 notas diferentes torcendo e dando nós em cordas LEGO convencionais. Deu uma trabalheira afinar as 4 cordas por uma App de afinação para Android e nunca terminei a "decoração", está assim um bocado benetonha:

Imagem

Imagem

Imagem



O cordophone

Quando já tinha mais ou menos assente como ia ser o Baixo-de-uma-corda-só decidi fazer um tutorial demonstrando a ideia de produzir som com uma corda e fiz este cordofone que contém todas as partes essenciais de um instrumento de cordas:

Imagem

Imagem



O Hedwig e o Fawkes, as avez pitónicas

Esta foi a minha primeira participação num Mesa Harry Potter... não ligo muito ao tema mas esta linha de bicharocos animatrónicos é fabulosa e vai-me desgraçar

Imagem

Imagem

Imagem

a ideia originalmente apresentada no fórum era o público interagir com estes MOCs como telemóvel, acedendo a um site ou enviando um mail por meio de um QR Code na mesa mas não houve tempo pelo que levei 2 comandos de comboio e deixei ao Alexandre Ribeiro e ao Rui Lima a responsabilidade de os por a bater as asas de ve z em quando.

Uns dirão que acrescentar um motor a um set é um mero MOD, que mesmo a base que acrescentei ao Hedwig (o Corujo) não é suficiente para valer o estatuto de MOC mas que se lixem todos, há ali muito trabalho de investigação e algum de programação que não se mede em studs

O Top Gear Rally Car

E finalmente, o set mais detestável que a LEGO lançou nos últimos anos, que tentei melhorar um pouquinho usando a cabeça... ou melhor as cabeças.

Infelizmente ficou escondido na Mesa Technic e esqueci-me de o fotografar, roubo aqui um pedaço de foto ao Alexandre Ribeiro:

Imagem

e um video mostrando como com estas rodas não anda muito pior que com as originais:


Além disto ainda tive duas participações de convidado no MOC da Base Lunar do #2 (pediu-me para por a plaquinha com o título do MOC a mexer) e no MOC do Fundo do Mar da marida (pediu-me para por o tamboril a sair e recolher à gruta e depois acrescentei os peixinhos a rodar e uns LED ultra-violeta que realçavam os olhos do monstrego).

Também levei um 42140 para a mesa Technic, customizado com Pybricks para poder ser conduzido com o comando dos comboios... fui lá 10 minutos conduzi-lo na pista de trial para não sentir rejeitado.
Jorge Pereira
«De génio, criança e louco... porquê só 1 pouco?»
Responder